Tag Archives forlivros

Alguns livros sobre Internet e Marketing Digital

Acredito que qualquer pessoa que tem sua vida profissional voltada para a web deve ter como leitura primordial o livro “Cauda Longa” de Chris Anderson. Neste livro o jornalista americano faz relação da internet com o mercado de nicho e como este é importante para os negócios em que tem na web a sua principal fonte de negócios. O Conceito de Cauda Longasurge com um novo direcionamento dos negócios, que deixam de dar valor unicamente para o mercado de massa, os chamados hits (produtos que vendem muito no mercado de massa) para o mercado de nicho com diversos produtos assim alongando a cauda. Nesta época de prateleiras virtuais os produtos segmentados são tão atraentes economicamente quanto os de massa. Leia mais

Meu Kindle

Sou uma pessoa que gosta do mundo virtual, que curte a colaboração criativa entre as pessoas, que compartilha conhecimento e adoro conhecer novas pessoas pela web. Porém, nunca fui muito apegada a equipamento tecnológicos, meu celular é um smartphone simples, aliás demorei para chegar nesse nível, não tenho tablet, não vejo necessidade e meu notebook é um equipamento para trabalhar. E por isso, sempre relutei e adiei a compra de um aparelho para leitura.

Gosto muito de ler, de passear em livrarias, compro mais livros que sou capaz de ler, e os escolhos muitas vezes pela capa, por um texto atraente na contra-capa. Uma tarde num livraria para tomar um café e pesquisar por novos livros para mim é um passeio perfeito. Já escrevi sobre meu gosto por livrarias aqui no texto Eu sou bookaholic? e aqui no texto Um bom lugar para ler um livro.

Chegou a hora de conhecer o mundo da leitura virtual. Comprei um Kindle e estou adorando a nova tecnologia para ler. O produto é muito fácil de usar, a bateria dura muito – só carreguei a primeira vez e já o tenho há uma semana – a iluminação é perfeita e a usabilidade é intuitiva. Já comprei alguns livros na Amazon e baixei outros na versão gratuita para ler o início e caso goste, aí sim compro o livro e terei acesso ao conteúdo completo. Mais uma facilidade do mundo digital.

Uma coisa me chamou atenção, e não foi no Kindle e sim na minha relação com os livros. A sensação é que não tenho esses livros que comprei na Amazon, não posso pegá-los, não há uma relação física com eles. Sei que vou me acostumar, é sempre assim quando nos deparamos com algo novo.

Uma das vantagens que vejo no uso do Kindle, é a facilidade de ser guardado, levado de um lado ao outro. Antes, quando ia viajar escolhia um livro, e este seria a minha única opção na mala. Hoje, sem dúvida, posso ter diversos livros a minha disposição numa viagem. De outro forma, os livros de estudo, que são relacionados ao meu trabalho, eu já prefiro que eles sejam físicos mesmos. Gosto de fazer anotação, de tê-los por perto. Ok, eu sei que é possível fazer anotação no Kindle. Mas, este é um hábito mais difícil de tirar afinal levei anos para conseguir escrever num livro. Na minha casa era proibido escrever em livros, afinal os livros eram sempre reaproveitados. Só faço isso em livros que sei que ficarão comigo.

O mercado literário promove o relacionamento interpessoal entre autores e leitores para a promoção dos livros: datas de lançamentos, palestras com autores, bienais do livro, feiras literárias todos esses eventos são importante para manter o interesse por histórias – seja ficção ou não ficção – isso sem contar na formação de novos leitores.

O livro no formato digital sem dúvida é uma invenção maravilhosa, que ampliou o acesso a literatura, abaixou o preço do produto e aumento o volume da produção literária. Porém, sabemos que é mais uma opção para a leitura e não se tornará a única opção. Assim, continuaremos tendo os eventos literários com a presença maciça de livros impressos, até por que ainda não foi criado um aplicativo para autógrafo digital ou  para escrevemos uma dedicatória num livro a ser presenteado a um amigo.

Dedicatórias e autógrafos em livros são histórias paralelas criadas a partir do gosto pela literatura.

Livros e o mercado de luxo

O preço de um livro pode variar por diversos motivos e vão desde o fácil acesso a eles até pela exclusividade passando pelo material utilizado em sua produção, a qualidade do papel, se tem imagens, se é de capa dura e por isso hoje me chamou a atenção uma matéria de dezembro passado, sobre o valor de um livro que está a venda por 1 milhão de dólares.

O livro The Official Formula 1 Opus da editora de livros de luxo Opus Media. Segundo matéria da AutoViva, o livro pesa 35 kg e conta com 850 páginas e 1200 fotos, ainda segundo o site a Opus informa que cerca de metade das fotografias nunca foram publicadas em qualquer outro lugar. E o comprador poderá assistir a todas as etapas de corrida da Fórmula-1 neste ano de 2014. Ainda acho um preço caro por um livro!

Sei que há mercado para isso, mas para mim é muito absurdo. Quem pode se valer de 1 milhão de dólares? Por que não doa para instituições sociais, investe de forma comercial que vá gerar emprego, fazer o dinheiro circular. E não para uma empresa que vendeu 6 exemplares a esse preço e que já fez outros 4 ou 5 produtos similares, os tais livros do mercado de luxo.

O mercado de luxo é promissor, está em crescimento em todo mundo, mesmo com as recentes crises e até por isso, cada vez mais exclusivo e oferece a seus clientes o diferencial de ser um dos poucos proprietários de um produto caro. Isso me faz lembrar o “eu tenho, você não tem, eu tenho, você não tem!”

No Brasil, com o crescimento econômico do pais, esse mercado também se desenvolve e segundo matéria da Exame o mercado de luxo quase triplicou nos últimos três anos (leia aqui). Para quem quer se aprofundar no tema há o livro “O Mercado de Luxo no Brasil” lançado em 2012 por Claudio Diniz um especialista na área e a página no Facebook com postagens recentes com o objetivo de acompanhar tendências e oportunidades visando os eventos internacionais que vão ter no país. E para quem quer acompanhar o que acontece no mercado de luxo no Brasil a sugestão é o site Web Luxo e entrar nesse mercado profissionalmente tem o Curso de Gestão de Mercado de Luxo.

É um mundo realmente que não faz parte do meu por total falta de afinidade, não só por falta de grana. Meu interesse está mais voltado para a colaboração, o compartilhamento com muitos e por isso gosto tanto das possibilidades oferecidas pela web que foi uma das responsáveis pela queda de preço de muitos produtos ao facilitar o acesso a produção de conteúdo.

Ficha Catalográfica

A ficha catalográfica contém as informações bibliográficas necessárias para identificar e localizar um livro ou documento no acervo de uma biblioteca. É item obrigatório nos trabalhos acadêmicos, recomendada pela ABNT e feita com Base no Código de Catalogação Anglo Americano (AACR2).

Conheci a Elaine Diamantino Oliveira em 2010 quando precisei que fizesse a ficha catalográfica para o meu TCC da pós-graduação na UFMG, na ocasião não dei importância para a ficha catalográfica, estava apenas seguindo o procedimento da UFMG para entregar meu trabalho na Biblioteca da Universidade.

Agora, retornei meu contato com a Elaine para pedir que fizesse a ficha catalográfica dos e-books dos livros “Colar de Ossos e outras histórias” e “Contos Eróticos para ler a 2″ do Paulo Érico Canarim.

Elaine me explicou o importância da ficha catalográfica: “A grande importância da publicação possuir a ficha catalográfica é para que o material em questão seja recuperado, seja em sistemas de informações e/ou no acervo das bibliotecas/livrarias.
Ela dá suporte ao processo de catalagoção ao conter as informações bibliográficas(padronizadas pelo AACR2 – código de catalogação internacional) necessárias para identificar, localizar e disseminar um documento. Além disso, a ficha é item obrigatório na Lei do Livros.”

ficha catalográfica

Novos Desafios

Defini para mim um novo desafio. Aprender e entender o máximo sobre o mercado editorial, e isso por 2 motivos. O primeiro que quero trabalhar nessa área, seja conseguindo um emprego numa editora – estou batalhando por isso, quem souber de oportunidade me avisa! O segundo por que o meu irmão que tem 2 livros publicados me pediu que eu assuma a realização de seus projetos, quer se preocupar apenas em escrever o livro.

O primeiro livro de meu irmão, que aliás, se chama Paulo Érico Canarim é “Colar de Ossos e outras histórias”. Uma coletânea de contos que escreveu durante anos ao mesmo tempo que desenvolve um romance que ainda é um projeto futuro. Este livro lançado em novembro de 2010 foi editado pela Câmara Brasileira de Jovens Escritores e vendido numa noite de lançamento que organizamos numa livraria em Belo Horizonte que reuniu muitos amigos e familiares.  Neste livro colaborei lendo cada conto e comentando cada um. Foi um novo exercício de ler um texto não apenas por diversão mas tendo um cuidado mais crítico sobre o material.  Faremos, em breve, um novo lançamento deste livro, possivelmente na versão e-book.

O segundo livro do Paulo foi lançado em setembro passado: “Contos Eróticos para ler a 2“, uma coletânea de contos eróticos escritos para o site História Erótica pelo personagem criado por ele, o Sr. Abade. No livro, além de textos inéditos, conta ainda com 2 textos inéditos da personagem Madame Red e ilustrações da artista plástica Heliana Rucco. Com este livro tive uma participação mais ampla, sendo eu a fazer o contato com a editora, com a revisora, organizando o material, definindo o índice e a posição das ilustrações no livro. Neste livro, por sua característica erótica, a preocupação maior era fazer um livro bonito sem ser vulgar.

Paulo está atualmente trabalhando em 2 novos projetos. O romance que é baseado no conto Colar de Ossos e num novo livro erótico. São projetos ainda sem previsão de lançamento. Como a grande maioria de escritores, Paulo tem outras atividades profissionais o que inviabiliza a dedicação exclusiva aos textos.

Da minha parte, além da “repaginação” no blog, também comecei neste mês a pesquisar e estudar sobre o mercado editorial. O interessante é que já tinha esse gosto ao notar que tenho livros, lidos, sobre o mercado editorial ou sobre o processo de escrever. Dois livros que gosto muito e indico são:  Para ler como um escritor de Francine Prose e o Ofício de Escrever de Ramon Nieto. Mas, um livro de crônicas que é um verdadeira aula prática sobre escrita é “As cem melhores crônicas brasileiras”, organização de Joaquim Ferreira dos Santos que no texto de Introdução dá uma aula inicial que fará você não parar de ler.

E a ideia desse processo de aprendizagem é contar aqui no blog tudo o que aprender sobre o mercado editorial. Espero que além de gratificante resulto em novos livros no mercado.

WhatsApp
>