Livro: Ouvir Estrelas

Noite de lua cheia e vários comentários no twitter exaltando sua beleza. As frases no twitter sobre a lua me trazem a lembrança do livro Ouvir Estrelas, de Mariza Gualano que li há alguns anos. É uma delícia de ler! Mariza fez uma interessante pesquisa e apresenta as melhores frases do cinema. São diálogos engraçados, alguns absurdos e muitos clássicos do cinema.

Com o livro soube a origem de frases famosas, como “Quando sou boa, sou ótima. Quando sou má, sou melhor ainda!” dita pela atriz americana Mae West no filme Santa não Sou (1933). E a célebre frase de Woody Allen em Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977): “Eu nunca pertenceria a um clube que me aceitasse como sócio”. A origem desta tirada é de Groucho Marx, comediante americano que disse: Não entro para clubes que me aceitam como sócio.

Há a descrição correta de frases como de Vivien Leigh em E o vento levou (1939): “Mesmo tendo que roubar, mentir ou matar, juro por Deus: jamais sentirei fome outra vez!” Ou, quem não lembra dessa cena? “ET…telefone…casa”. ET, esperando contactar seu planeta em ET, um Extraterrestre (1982).
Acredito que está nem precisa de explicação:

– Eu admiro sua coragem, senhorita…
– Trench. Sylvia Trench. Senhor…
– Bond. James Bond.
(Sean Connery e Eunice Gayson em 007 contra o Satânico Dr. No -1962).

As frases neste livro fazem nossa imaginação retornar a filmes, perceber malícias, sentir o gosto de vingança em cada palavras e algumas vezes humor, ódio, amor e muito machismo. As frases que citam as mulheres, principalmente de filmes antigos são recheadas de um machismo escondido atrás do humor.
E frases que confesso não ter dado o devido valor ao assistir o filme:

“O segredo de escrever é…escrever e não pensar.”
Sean Connery, um escritor recluso, para Rob Brown em Encontrando Forrester (2000);

“Nós não lemos e escrevemos poesia porque é bonitinho. Lemos e escrevemos poesia porque somos parte da raça humana, e a raça humana está repleta de paixão.” Robin Willians em Sociedade dos Poetas Mortos (1989).

“O progresso baseia-se mais no fracasso do que no sucesso”. Kevin Costner em Dança com lobos (1990).

“Só depois de perdemos tudo estamos livres para fazer algo.” Brad Pitt em Clube da Luta (1999).

Ouvir Estrelas é uma verdadeira viagem no tempo e uma aula de humor, verdade, vingança e de diversos outros sentimentos. Vale a leitura, aqui não citei nem 10% dos diálogos e frases – e fiquei apenas nas mais conhecidas.


Ouvir Estrelas | Mariza Gualano | Editora Garamond | 2002

WhatsApp
>