4 anos de Twitter!

Você pode fazer do jeito que quiser! Era o que mais ouvia no twitter como ser a maneira correta de utilizá-lo.

Há 2 anos navego na internet com muita mais regularidade; conheci o twitter, o facebook, o overmundo, plurk, Y!Meme, Plaxo e muito outros sites. E principalmente, tive a oportunidade de conhecer, algumas – apenas que pela rede – pessoas muito interessantes.

E com certeza as redes sociais são as que mais crescem e viraram matéria de estudo – pesquisadores acadêmicos e corporativos. Muitos andam interessados em descobrir o que todos nós vimos nas rede sociais. Entendo que as redes sociais são as nossas tribos; ao invés de no lugar que moramos mas sim no mundo virtual.

Sabemos o poder das redes sociais como o twitter que foi ferramenta importante no processo eleitoral americano, o Facebook já é o quarto país mais populoso do mundo! E o fenômeno Orkut brasileiro, sem dúvida alguma a rede social mais popular no país, não há como ignorá-la. Sou uma dessas pessoas viciadas em redes sociais, ficou o dia inteiro ligada ao que acontece no twitter e entro ao menos 1 vez ao dia nas redes: skoob e facebook.

Nos últimos dias têm havido muitas discussões a respeito do twitter. Se vale a pena ou não ter esta ferramenta como meio profissional, se é certo utiliza-la para fins comerciais. Será usada como mais uma ferramenta de manipulação? Se é uma novo formato para os mensageiros instantâneos, se é para divulgar, vender, falar sozinho e diversos outros usos. Eu acredito na interatividade e na disseminação da informação.

Há poucos meses as ditas “celebridades brasileiras” invadiram o twitter. Você pode seguir além da Xuxa, o Luciano Huck, a Angélica, o William Bonner e outros. Mas, atenção, eles apenas falam sozinhos, não interagem com os seguidores, estão ali para divulgar a marcar, o nome deles. Assim como eles há algumas empresas que também agem assim.

Há também há os que fazem bom trabalho como a Maria Rita (@MROFICIAL) e o casseta Lapena (@lapena). Isso na minha maneira de ver o bom uso do Twitter. E empresa como a @Tecnisa que é reconhecida como das que melhor utilizam o Twitter.
Eu estou fora da dita “twittosfera brasileira” e estou bem satisfeita com o conteúdo da minha timeline, apesar de alguns comentários a respeito do BBB, aí aciono a lista criada pelo @joviano “ignoram o BBB”.

Esta semana numa aula da pós-graduação percebi que a utilização das redes sociais ainda é pouco difundida e de diversos uso por aqueles que a conhecem. Ouvi de um colega de turma a frase “e eu nem sei o que é”. De um outro a necessidade de em toda “twittada” colocar seu link pessoal, diz ele que em algum momento pessoas vão clicar ali e conhecer o seu site, até concordo que isso deva acontecer no primeiro contato, depois esta repetição faz com que os seguidores percam o interesse.

Como sempre faço todos os dias, acesso o twitter logo que acordo (já falei que sou viciada). E a minha surpresa hoje quando leio a twiitada do @nops: Me pergutaram se eu conhecia o twitter. Falei que não. E com a explicação eu concluí que existe outro “twitter” que não conheço.

A minha conclusão que há diversos twitters, cada pessoas tem a liberdade de estabelecer e criar sua própria timeline, de segmentar as informações que quer receber e determinar o que é relevante para si.

E hoje o twitter comemora 4  anos. Que sejam muitos anos de vida. Segue aí a primeira twittada: http://twitter.com/jack/status/20
A minha twittada foi: http://myfirsttweet.com/1st/patriciacanarim

Criei minha conta para divulgar o site SaborearBh, onde trabalhava. E não falava nada de mim, tinha vergonha. Hoje o site não existe mais, e eu bem, nem preciso falar, adoro o twitter!

E qual foi sua primeira twittada? Acesse este link para relembrar: http://myfirsttweet.com

WhatsApp
>