Em 50 anos como será a vida digital?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Em outubro do ano passado a pergunta “Pense nos próximos 50 anos. Onde a internet e a vida digital estarão daqui a meio século?” foi feita pelo Pew Research Center e o Imagining the Internet Center, da Universidade Elon como parte do projeto de celebração dos 50 anos da Internet. O estudo, que não tem base científica, deu como resultado que para um grupo de 530 profissionais ligados a tecnologia e inovação que 72% acreditam em mudança para melhor, 25% dizem que a coisa vai ficar pior e 3% acham que vai ficar no mesmo. Segundo o estudo a vida digital vai continuar a ser o que fizermos dela e de como manteremos nossa parceria com a tecnologia. Ou o estado de vigilância, a desigualdade digital, social e econômica e a completa falta de privacidade pessoal vão prevalecer.

E será que em 2070 essa transformação terá se realizado e terá deixado de ser um núcleo de inovação nas empresas para se tornar um item fundamental dentro da empresa, em todos os departamentos como a energia elétrica?

Mas até chegarmos nesse ponto a transformação digital que é um projeto, de médio a longo prazo, reavalia o modelo de negócio de uma organização e suas práticas, e por isso é muito mais sobre pessoas que tecnologia. Aqui destacamos três pontos impulsionadores:

Experiência do cliente
O cliente nunca esteve tão exigente sobre um produto ou serviço e com a consciência da necessidade dos mesmos. E cabe às organizações conhecer profundamente as necessidade do seu cliente.

Processos operacionais
Ao saber o que o seu cliente precisa, é mais fácil levantar os processos operacionais, com o intuito de detectar quais tarefas precisam ser automatizadas, simplificadas, transformadas ou até mesmo recicladas, além de ser possível substituir ou redefinir os processos.

Modelos de negócio
É provável que toda a inteligência de negócios existente nas empresas sejam alteradas, a função básica será criar e entregar valor para os clientes.

Portanto toda essa mudança refletirá diretamente na cultura da empresa e se falamos de cultura interna a transformação digital é por consequência muito mais sobre pessoas que tecnologia.

Obrigada pela leitura e até a próxima!
Patricia Canarim

 


No site do Nautilos
Blog: Presença digital com engajamento de marca

A construção de presença digital para empresas com estratégias de engajamento de marca.
Sua empresa está presente na web, de forma oficial e controlada ou informalmente no “boca-a-boca” de seus clientes. É sua decisão ter controle sobre essa presença digital e monitorar e orientar o engajamento
Leia o artigo completo
por Patricia Canarim

 

Ficou sabendo?
Podcast Vida de Jornalista – Rodrigo Alves
O podcast tem entrevista com diversos jornalistas brasileiros e se você gosta de saber como são os bastidores de coberturas jornalísticas você deve “maratonar” a série Memórias em que Rodrigo Alves conversa com jornalistas que estavam no centro de acontecimentos da história recente brasileira e mundial.
Nos melhores agregadores de podcast do país 🙂

Glossário

Otimização de Sites (SEO -Search Engine Optimization) é um conjunto de técnicas aplicadas ao seu site para que este seja melhor rankeado nos sites de busca, como Google.
A aplicação destas técnicas visa facilitar a leitura do seu site pelos robôs de busca. De forma que ele seja encontrado quando uma pessoa insere uma palavra-chave (uma questão, dúvida, palavra) nos sites de busca.
Ao contrário do que algumas pessoas podem pensar, o SEO deve SEMPRE visar facilitar o entendimento do seu site pelas pessoas (idealmente seu público-alvo).
Certificado SSL: Significa Secure Sockets Layer, uma tecnologia global de segurança padrão que permite a comunicação criptografada entre um navegador da Internet e um servidor da web. Para a Google, essa atitude faz-se necessária, porque estudos apontam que as pessoas que usam a internet não percebem a presença ou a ausência do ícone de segurança que torna aquela página segura e assim estão mais sujeitas à fraude e interceptação de informações ao usar um tráfego não seguro. O Google usa a punição como forma de fazer mais sites migrarem para o SSL, chegando ao ponto de colocar um aviso medonho se o site pedir senha ou cartão de crédito sem usar SSL.

 

Assine a minha newsletter

Leia outros

Home Office, sua empresa está preparada?

Uma das dificuldades nas empresas que se veem diante da transformação digital é o modelo engessado de operação e o Home office pode ser uma

Por que você viaja?

Carnaval explodindo por todo o país e malas prontas para curtir uma viagem, seja para pular o carnaval, seja para descansar. E o perfil perrengue chique está aí

Vamos conversar sobre Marketing Digital

WhatsApp