Palestra Presença Digital

Tem uma frase de Cora Coralina “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina“ que tive a oportunidade de sentir na prática. Como é gratificante você compartilhar um conhecimento e perceber que faz surgir numa pessoa com experiência tão diferente da sua o desejo de buscar novas informações, de ir além daquilo que propomos. Hoje percebi que ensinar é tão prazeroso e que é um caminho que desejo trilhar.

Essa experiência de ter o compromisso de transmitir um conhecimento sempre me foi assustador. Nunca me senti a vontade de frente para uma plateia, mas a percepção no final foi de missão cumprida, mesmo que todos não tenham saído totalmente satisfeitos, visto que alguns já dominavam o assunto. O que mais gostei foi de poder compartilhar minhas ideias e perceber outros pontos de vista. Há sempre a possibilidade de aprender mais.Agora que escrevo este texto me vem a mente diversos momentos em que não tive a sensibilidade para retornar algum assunto, para cortar os temas mais polêmicos e por foco para tema da palestra. E como foi importante a pausa para o “café”. Momento em que os alunos tiveram a oportunidade de conversar entre si, e de definitivamente quebrar qualquer gelo que pudesse haver entre nós, ditos, professores, e a turma de alunos. Não sei se devemos assim nos definirmos, tal foi as diversas oportunidades em que aprendemos com todos.
Há alguns anos nem me imaginava em sala de aula, mas com os treinamento que fui ministrando a partir da entrega de sistemas comecei a me interessar pelo assunto. Outro fator motivador é a especialização que faço atualmente na UFMG. Estou tão interessada em estudar a informação como estratégia para os negócios que penso em continuar os estudos no mestrado e seguir lecionando sobre a colaboração na web. Como a interação social via web pode possibilitar novas formas de adquirir conhecimento.

Esta foi a primeira palestra Presença Digital e já percebemos possibilidades de melhorar, tanto o formato quanto o conteúdo e temos que nos preparar para a possibilidade de não atender a todos. E como são válidos os “feedback” dado pelos alunos no final com a avaliação da palestra. Como é importante ter esse retorno. A partir desta avaliação e de como a palestra desenvolveu percebemos que podemos torná-las mais dinâmicas e também temas que podem ser abordados de formas diferentes e até mesmo alguns que podem ser excluídos. E claro, como posso melhorar a minha atuação. Confesso que em muitos momentos a ansiedade tomava conta. Mas, para uma primeira palestra até que sobrevive e muito foi por causa da ajuda do Paulo Canarim que comandou a palestra com sua sempre providencial eloquência e tranquilidade para falar em púbico.

WhatsApp
>